ÁFRICA/RD CONGO - Medo em Kinshasa, cadáveres encontrados no rio N’Djili

Quinta, 14 Julho 2016 execuções extra-judiciais  

Kinshasa (Agência Fides) – Continuam a ser encontrados em Kinshasa, capital da República Democrática do Congo, cadáveres humanos no rio N’Djili, no bairro Kingabwa, entre os municípios de Limete e de Masina.
No dia 11 de julho, o Procurador Geral de Kinshasa confirmou que foram encontrados três corpos humanos no rio, elevando a seis o número de cadáveres resgatados desde 3 de julho. Segundo os moradores da área, seriam pelo menos 12 os corpos já encontrados.
As autoridades afirmam que as vítimas foram mortas em regulamentos de contas entre membros de bandos criminosos, chamados “Kulunas”.
Algumas ONGs locais, como Voix des Sans voix pour les droits de l’homme (VSV), são porta-vozes das inquietações dos habitantes de Kinshasa que temem se trate de execuções extrajudiciais por causas políticas. Segundo testemunhas, os cadáveres apresentam sinais de torturas. Acredita-se que as vítimas, todos homens e adultos, tenham sido torturadas e mortas em outro lugar antes de serem jogadas no rio.
Estes homicídios misteriosos fazem aumentar entre os moradores da capital a inquietação e a incerteza ligadas às próximas eleições presidenciais, previstas até o final do ano, mas sem data definida.
Neste clima de medo, VSV pede às autoridades que esclareçam os homicídios com um inquérito independente, a fim de eliminar qualquer dúvida sobre a causa política dos crimes. (L.M.) (Agência Fides 14/7/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network