AMÉRICA/VENEZUELA - Dom Porras Cardozo: “Uma situação inaceitável, onde estão os órgãos de segurança do Estado?”

Terça, 5 Julho 2016 áreas de crise   violência   pobreza   política  

Dom Baltazar Porras Cardozo

Mérida (Agência Fides) – O Arcebispo de Mérida, Dom Baltazar Porras Cardozo, condenou mais uma vez a agressão a um grupo de seminaristas ocorrida em 1° de julho em Mérida (veja Fides 2/07/2016). "Tudo parece indicar (...) que por trás disto estão pessoas ligadas ao governo (de Mérida), alguns deles até mesmo com cargos dentro de organismos do governo", disse o Arcebispo numa entrevista transmitida pela emissora Unión Radio.
O Arcebispo explicou que o pequeno grupo de estudantes foi atacado, despido e seus pertences roubados enquanto se dirigiam a um curso de inglês nas imediações da Federación de Centros Universitarios de Mérida, onde Lilian Tintori, esposa do político opositor preso Leopoldo López, deveria realizar uma conferência.
"Em Mérida (...) quando se faz qualquer coisa que não faça parte da oficialidade, aparecem estes grupos que (...) fazem o que querem. E, ao mesmo tempo, os órgãos de segurança do Estado desaparecem", denunciou Dom Porras Cardozo. Os jovens foram colocados contra a parede e interrogados se "eram chavistas ou da oposição", relatou o Arcebispo. Como "responderam que eram seminaristas, parece que a fúria foi muito maior (...)".
A nota enviada a Fides destaca que a gravidade do episódio aumentou com o fato de que a denúncia à polícia não foi aceita, pois foi feita por membros do partido político da oposição Voluntad Popular, e estes tiveram que se dirigir à Prefeitura para que a denúncia fosse registrada, destacou o Arcebispo. "Não se pode continuar assim", reiterou Dom Porras Cardozo.
(CE) (Agência Fides, 05/07/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network