ÁFRICA/EGITO - Assassinado sacerdote copta no aniversário do início da revolta contra o ex-presidente Morsi

Sábado, 2 Julho 2016 sacerdotes  

Cairo (Agência Fides) - Um sacerdote copta, Pe. Rafael Moussa, foi morto em Al Arish, no norte da península egípcia do Sinai, num ataque reivindicado pelo ramo local do Estado islâmico. O assassinato ocorreu em 30 de junho, terceiro aniversário das manifestações contra o então presidente Mohamed Morsi, que terminaram, dia 3 de julho, em sua deposição e na tomada do poder do Chefe de Estado, o então Ministro da Defesa, Abdel Fatah al Sisi.
"Pe. Moussa, 46 anos, da igreja Mar Girgis em El Arish, foi morto a tiros enquanto voltava para casa depois da missa", afirma um comunicado da Igreja copta egípcia. "A Igreja copta ortodoxa com o Papa Twadros apresenta as suas condolências à família do mártir e condena todos os atos de terrorismo que ameaçam a segurança da pátria e têm o objetivo de dividir seus filhos. Deus proteja o Egito de todo perigo". Na mesma localidade em julho de 2013 morreu outro sacerdote copta Pe. Mina Aboud (Veja Fides 8/7/2013). (L.M.) (Agência Fides 2/7/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network