ÁSIA/BANGLADESH - Terrorismo no país, Diretor das POM: "Estamos com medo"

Sábado, 2 Julho 2016 minorias religiosas   violência   terrorismo   justiça   paz   igrejas locais  

Daca (Agência Fides) - "Depois do atentado de Daca, estamos muito preocupados com o crescimento do terrorismo. Esses atos terroristas são um dano para o país e para a sua imagem no exterior. A situação que vivemos é realmente difícil": afirma à Agência Fides pe. Dilip Costa, Diretor das Pontifícias Obras Missionárias em Bangladesh, comentando o último episódio que abalou o país: com um blitz, as forças especiais invadiram um restaurante para pôr fim à ação de um grupo terrorista que mantinha vários estrangeiros como reféns em Daca. O balanço é de pelo menos 20 mortos e vários feridos.
Pe. Costa, que é também docente no Seminário de Daca e colaborador numa paróquia local, descreve a Fides a atmosfera no país:" É verdade que a maior parte dos muçulmanos condena atos como este e que os grupos radicais são minoritários. Mas os perigos existem e também nós cristãos os sentimos, já que houve ataques também contra locais cristãos e missionários. O governo afirma que faz o que pode, mas evidentemente não é o suficiente para detê-los. Não sabemos quanto seja direto e concreto o elo dos grupos radicais e violentos nacionais com o Estado Islâmico no Oriente Médio, mas certamente este é um risco que corremos", acrescenta o Diretor.
As instituições cristãs são protegidas pela polícia, mas "todas as minorias vivem num estado de medo e não sabemos onde esta situação precária conduzirá a nação. Como cristãos, rezamos e continuamos a nossa missão sobretudo com as obras sociais", conclui. (PA) (Agência Fides 2/7/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network