ÁSIA/TURQUIA - Os cristãos de Antioquia celebrarão juntos a festa dos santos Pedro e Paulo na “Gruta de Pedro”

Segunda, 27 Junho 2016 igrejas locais  

anadolukatolikkilisesi.org

Antakia (Agência Fides) - Também este ano em Antakya, na Turquia, católicos e ortodoxos celebrarão juntos a festa dos santos Pedro e Paulo na “Gruta de Pedro”, antiga igreja rupestre no monte Silpius, reaberta para visitas, em 2015, depois de um restauro que durou muitos anos. Na manhã de 29 de junho, na presença do Bispo Paulo Bizzeti SJ, Vigário apostólico de Anatólia, e do enviado do Patriarca greco-ortodoxo de Antioquia, os cristãos das comunidades locais animarão uma celebração comum com cantos, orações e leituras do Novo Testamento. Participará da celebração o Arcebispo Paul Fitzpatrick Russell, Núncio apostólico na Turquia desde março passado. A Igreja rupestre conserva ainda a fisionomia que lhe foi dada pelos cruzados, que conquistaram a antiga Antioquia no Oronte em 1098. Mas os bizantinos tinham transformado em capela o lugar onde se encontravam os primeiros batizados em tempos de perseguição, na cidade onde pela primeira vez os discípulos de Jesus foram chamados cristãos e onde São Pedro foi bispo antes de vir para Roma.
A recente restauração pôs fim ao estado de abandono em que se encontrava a Gruta de Pedro, ainda mais desanimador por causa de intervenções anteriores brutais. Em anos passados, Patriarcas e Bispos estiveram muitas vezes presentes nas celebrações que foram realizadas por ocasião da Solenidade dos Santos Pedro e Paulo.
"Infelizmente", observa Pe. Domenico Bertogli OFM, pároco da comunidade católica local "a situação política e social é preocupante, e as pessoas não estão tranquilas. Os peregrinos quase não vem mais. Em 2011, os turistas que visitaram Antakya foram mais de 80 mil, em 2015, caiu para menos de 10 mil. No leste do país se multiplicam ataques, morrem muitos na polícia e exército. Apenas em nossa região, nos últimos meses, voltaram no caixão 21, e somente em Hatay, os refugiados, principalmente sírios, são 400 mil. Por tudo isso pediremos a ajuda de São Pedro, São Paulo e da Virgem Maria”. (GV) (Agência Fides 27/06/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network