AMÉRICA/BRASIL - Olimpíadas: religiosas em campo para vencer o tráfico de seres humanos

Quarta, 22 Junho 2016 tráfico de seres humanos   ordens religiosas   áreas de crise  

“Play for Life"

Roma (Agência Fides) - Ao aproximar-se de 5 de agosto, data de início das Olimpíadas no Rio de Janeiro, aumenta o compromisso contra o tráfico de pessoas em todas as suas formas. Mais uma vez as Olimpíadas se tornam um momento de crescimento econômico para o país que as hospeda, mas se transformam também numa ocasião propícia para a criminalidade, para os traficantes de seres humanos e para a exploração sexual ou do trabalho.
Por isso, a campanha “Play for Life” (Joga a favor da vida) mira a informar e responsabilizar os cidadãos, a imprensa e as agências de viagem sobre o fenômeno que pode ser prevenido e combatido. A campanha é promovida por "Talitha Kum", Rede internacional da Vida Consagrada contra o tráfico de pessoas, e pela União Internacional das Superioras gerais.
“A campanha será realizada por 26 grupos da rede, presentes em 26 Estados do Brasil, e de modo especial no Rio de Janeiro, com atividade principalmente de prevenção, divulgação de material produzido para a campanha, mas também com atividade de tipo educacional dirigida sobretudo aos jovens e adolescentes que são os principais grupos em risco de tráfico.
É um trabalho feito em conjunto com várias Igrejas, não somente a Igreja Católica: é uma iniciativa ecumênica, mas também de colaboração com organizações governamentais que trabalham contra o tráfico”, disse ontem na apresentação da campanha em Roma a Ir. Gabriella Bottani, coordenadora de "Talitha Kum"
A campanha já foi lançada no Brasil em 31 de maio pela rede brasileira das religiosas contra o tráfico e escolheu usar o mesmo slogan da Copa do Mundo de 2014 (veja Fides 26/03/2014). Uma experiência, de dois anos atrás, que contribuiu para o aumento de 42% das denúncias. (CE) (Agência Fides, 22/06/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network