AMÉRICA/VENEZUELA - A crise econômica está levando o sistema de saúde ao colapso

Terça, 21 Junho 2016 saúde  

Internet

Barcelona (Agência Fides) – Hospitais em colapso em todo o país, escassez de antibióticos, soros e gêneros alimentícios. Todos os dias morrem crianças em estruturas públicas, as maternidades estão sem luz elétrica e os médicos tentam manter vivos recém-nascidos com a respiração boa a boca. A crise econômica na Venezuela está atingindo gravemente também o setor da saúde, como consta nas informações recebidas pela Fides, causando centenas de mortes entre a população. Nos hospitais faltam leitos e os doentes devem dormir no chão, os aparelhos para radiografias e diálise estão quebrados. Faltam luvas, sabão e medicamentos para a terapia do câncer, que se encontram só no mercado negro. Os médicos lavam as mãos com água mineral engarrafada. Devido à escassez de luz, o Governo trabalha apenas dois dias por semana, para economizar energia. O índice de mortalidade entre crianças com menos de um mês aumentou 100 vezes nos hospitais públicos que dependem do Ministério da Saúde. O numero de parturientes mortas aumentou 5 vezes. Nos últimos dias, na cidade portuária de Barcelona, morreram dois recém-nascidos prematuros enquanto eram levados ao principal hospital público porque a ambulância não possuía cilindros de oxigênio.
(AP) (21/6/2016 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network