ÁFRICA/NIGÉRIA - Para os Bispos, “a segurança está em risco, é necessária a colaboração de todos, cidadãos e governo”

Terça, 14 Junho 2016 bispos   violência  

Abuja (Agência Fides) – “Sem segurança, todo projeto de desenvolvimento do país corre o risco de permanecer uma miragem”, afirmam os Bispos da Nigéria em uma declaração em que expressam a sua “grave preocupação” pelo “inaceitável aumento da violência no país, que incrementou o nível de insegurança em quase todos os aspectos de nossa vida pública e privada”.
“De norte a sul, de leste a oeste - afirma o documento enviado à Agência Fides – os atritos entre criminosos ferozes, que afirmam ser pastores, e as populações locais, ameaçam a coexistência. Em várias partes do país, uma série de furtos a mão armada e de sequestros transformaram as locomoções nas ruas e a volta à casa num pesadelo para muitos nigerianos”. A isto se somam novas chamadas de rebelião, a violência na região do Delta do Níger, rica de petróleo, e as frustrações dos jovens que “em algumas partes do país, protestam pela sua persistente marginalização política e as carências econômicas, com a perda de muitas vidas promissoras nos confrontos com as forças da segurança”.
Os Bispos lançam um apelo ao governo “para que levem mais à sério o seu dever de proteger a vida e as propriedades dos nigerianos, considerando sempre que esta é a responsabilidade primária de qualquer governo”.
“Do mesmo modo, pedimos a todos os nigerianos que assumam as responsabilidades individuais e coletivas na tarefa de construir uma nação sólida e vibrante, respeitando as leis existentes e usando instrumentos de conciliação para resolver as disputas que possam surgir”.
“Embora seja responsabilidade do governo redigir e impor o respeito das leis, os cidadãos devem compreender que nenhum governo pode dirigir a vida pessoal dos cidadãos. É, portanto, necessária – concluem os Bispos – a conversão dos corações de todos”. (L.M.) (Agência Fides 14/6/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network