ÁSIA/IRAQUE - O Patriarcado caldeu aos cristãos: unamo-nos por um dia aos muçulmanos no jejum do Ramadão, rezando pela paz

Segunda, 13 Junho 2016 jejum  

Vimeo.com

Bagdá (Agência Fides) – Enquanto o Iraque continua a ser abalado por atentados e conflitos armados, a Igreja caldeia chama os cristãos a se unirem por um dia ao jejum praticado pelos muçulmanos no mês do Ramadão. O convite, dirigido ao Patriarcado caldeu aos próprio fiéis e a todos os batizados iraquianos, é para o próximo dia 17 de junho, sexta-feira. “Em solidariedade com os muçulmanos que jejuam durante este mês do Ramadão”, lê-se em comunicado divulgado pelo Patriarcado e recebido pela Agência Fides, “nós jejuaremos e rezaremos juntos pela paz e a estabilidade de nosso país e de toda a região”. No comunicado patriarcal, destaca-se que as Igrejas presentes no Iraque, diante das tragédias e catástrofes humanitárias provocadas pelos sucessos militares do autoproclamado Estado Islâmico (Daesh), se encarregaram de suprir as necessidades da população sem discriminações sectárias ou étnico-religiosas, socorrendo os refugiados, oferecendo cuidados médicos aos feridos e doentes, organizando as refeições vespertinas (Iftar) para os muçulmanos no fim do dia de jejum no mês sagrado do Ramadão e, socorrendo quem mais precisa em diversas áreas do país, através da rede da Caritas Iraque.
Com o mesmo espírito – consta no fim do comunicado – o Patriarca Louis Raphael I, os Bispos auxiliares e seus colaboradores decidiram jejuar naquele dia especial, junto com os muçulmanos, e rezar como sempre “pela paz no Iraque, na Síria e em toda a região”. (GV) (Agência Fides 13/6/2016).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network