AMÉRICA/EQUADOR - Lideranças da Pan-Amazônia na escola de direitos humanos

Quarta, 1 Junho 2016 indígenas   institutos missionários  

Caritas Ecuador

Quito (Agência Fides) – A promoção, a defesa e a exigência de direitos humanos na Pan-Amazônia, incluindo o direito à vida, à saúde, ao território e à autodeterminação estiveram no centro da “Escola de Direitos Humanos” promovida pela REPAM (Rede Eclesial Pan-Amazônica) em seu objetivo de formar lideranças de comunidades e agentes pastorais no território amazônico.
Segundo informações recebidas pela Fides, durante cinco semanas, entre abril e maio, 25 líderes e representantes da população pan-amazônica de Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador e Peru, tomaram parte desta iniciativa, que se realizou em Quito (Equador), articulada em três ramos: formação, coleta de informações, incidência nas organizações internacionais.
A Escola de direitos do homem não se limita a formar os seus participantes, mas os acompanha nas ações em favor da vida, da dignidade humana e na defesa da mãe-terra nas regiões de proveniência. Assim, os 12 casos apresentados serão seguidos de modo concreto pela Igreja local através de agentes pastorais: um acompanhamento que, na maior parte dos casos, já existe concretamente.
Os participantes foram escolhidos com base em sua experiência na defesa dos direitos da população e do meio-ambiente, em sua pertença ao território, no engajamento com a Igreja e as comunidades, além da disponibilidade de difundir ‘in loco’ o que aprenderam na Escola. (SL) (Agência Fides 01/06/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network