ÁFRICA/ZÂMBIA - “Os políticos não mantêm as promessas de acabar com a violência”, denunciam os Bispos

Quarta, 1 Junho 2016 bispos   violência   política   eleições  

pe. Cleophas Lungu

Lusaka (Agência Fides) - “A Igreja é pega de surpresa por políticos que continuam a romper as regras decididas para acabar com a violência no país. Estamos desiludidos e surpresos com esses políticos que propuseram um certo número de soluções para reduzir a tensão e os discursos inflamados, empenhando-se em colocá-las em prática, mas ao invés continuam cometendo atos contrários aos compromissos assumidos”, declarou pe. Cleophas Lungu, Secretário-Geral da Conferência Episcopal da Zâmbia, falando à rádio católica Yatsani.
Pe. Lungu, segundo as informações enviadas a Fides, se fez porta-voz da desilusão dos Bispos da Zâmbia também junto daqueles fiéis que abandonam a fé católica e os valores cristãos quando entram na política e se tornam violentos.
O Secretário-Geral da Conferência Episcopal já tinha se pronunciado recentemente para expressar a condenação dos Bispos às violências xenófobas contra os refugiados (veja Fides 29/4/2016).
A tensão no país aumentou em vista das eleições presidenciais e parlamentares de 11 de agosto. Pe. Lungu anunciou que a Igreja está preparando um novo encontro com os candidatos à presidência para discutir a violência política no país.
Recentemente, a Conferência Episcopal, o Council of Churches in Zambia (CCZ) e a Evangelical Fellowship of Zambia se reuniram na Catedral de Lusaka para discutir como as Igrejas podem contribuir para acabar com o ciclo de violência no país. (L.M.) (Agência Fides 1/6/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network