OCEANIA/AUSTRÁLIA - Escravos da época moderna: no mundo, 10 milhões a mais que em 2015

Quarta, 1 Junho 2016 escravidão  

Sarah Ward

Minderoo (Agência Fides) - Cerca de 46 milhões de pessoas, entre as quais milhões de crianças, vivem atualmente em condições de escravidão moderna. Os dados constam em um estudo divulgado pela Fundação australiana Walk Free, enviado à Agência Fides. Estes números se referem a 167 países, a Índia está no primeiro lugar. O fenômeno compreende tráfico de seres humanos, trabalhos forçados, exploração sexual, matrimônios precoces ou forçados. 58% das pessoas, 18 milhões, que vivem nestas condições, estão na Índia. Seguem a China (3 milhões), Paquistão (2 milhões), Bangladesh (1 milhão e meio) e Uzbequistão (1 milhão). Na Índia, a maior parte da população envolvida trabalha no âmbito doméstico, são mendicantes, prostitutas ou crianças-soldado. Existem também as que são obrigadas a trabalhar para repagar as dívidas contraídas em empréstimos. Walk Free, que acaba de apresentar o Índice Mundial da Escravidão 2016, evidenciou um aumento em relação ao ano passado de 10 milhões de pessoas consideradas escravos modernos, um incremento de 28%.
(AP) (1/6/2016 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network