AMÉRICA/MÉXICO - Sequestro durante a Missa, o Bispo denuncia “estamos cada vez pior”

Terça, 24 Maio 2016 violência   bispos  

Onda de violência em Veracruz

Córdoba (Agência Fides) – Diante da onda de violência que continua a atingir Veracruz, o Bispo da diocese de Córdoba, Dom Eduardo Patiño Leal, não pôde se eximir de declarar que “estamos cada vez pior”. Segundo informa a nota recebida pela Fides, ele se referiu ao sequestro de um paroquiano, pai de família, em plena celebração eucarística, ocorrido na igreja de Santa Rita de Cássia, no porto de Veracruz, sábado passado, 21 de maio, quase certamente com objetivo de extorsão.
O Bispo condenou o fato, considerando-o um ataque à comunidade e também uma profanação do lugar sagrado, ato contra a dignidade de todo cidadão, criança ou adulto, porque este episódio prejudica a sua saúde física e psicológica.
“Não é possível que ocorram estes fatos; as igrejas não podem mais ser lugares de paz e comunhão?” disse Dom Patiño Leal, que acrescentou: “estamos cada vez pior, os fatos falam por si, ninguém pode negá-lo”.
O Bispo de Córdoba fez estas declarações em um breve encontro com a imprensa local, domingo, 22 de maio à tarde, e reiterou: “Como dissemos mês após mês, há diversos anos, queremos a paz! Vocês do governo, controlem porque não há segurança, porque muitos delinquentes estão livres... quando acontecem estas coisas, evidentemente alguém não faz o próprio dever; podemos pensar que existe uma possível cumplicidade, principalmente quando as coisas acontecem em pleno dia, quando toda a população precisa de paz para o trabalho, para as empresas e para a escola”.
(CE) (Agência Fides, 24/05/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network