AMÉRICA/CHILE - Irmãs de clausura saem de suas celas para encontrar outras mulheres que vivem atrás das grades

Segunda, 23 Maio 2016 ordens religiosas   igrejas locais   animação missionária   mulher  

Irmãs de clausura no Centro Penitenciário Feminino

Santiago (Agência Fides) – Um grupo de freiras de clausura saiu de suas celas monásticas para encontrar outras mulheres que vivem atrás das grades das prisões. Setenta e uma freiras de seis mosteiros de clausura de Santiago do Chile foram encontrar, de fato, as prisioneiras do Centro Penitenciário Feminino no dia do Jubileu da vida contemplativa, no âmbito do Ano Santo da Misericórdia.
No domingo, 22 de maio, foi um dia especial naquela prisão: não só havia, como de costume, o Arcebispo de Santiago, Card. Ricardo Ezzati, e o Vigário para a Vida Consagrada, mons. Jorge Concha, mas também 71 irmãs contemplativas, que interromperam a clausura para participar da Missa e de um momento de encontro com muitas outras mulheres detentas.
O Card. Ezzati disse durante a homilia: "Não sei precisamente se na história de Santiago, nos seus 400 anos, se viu aquilo que vimos hoje", em referência às irmãs que saíram da clausura para encontrar outras mulheres.
No final da missa, as religiosas entoaram um canto tradicional chileno a Nossa Senhora, acompanhando-o espontaneamente com alguns passos de dança, que logo envolveram várias freiras e prisioneiras, deixando o Cardeal e outros presentes positivamente surpreendidos. Seguiu um momento de convivência com muita participação, a ponto que as detentas pediram para repetir esta experiência.(CE) (Agência Fides, 23/05/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network