ÁFRICA/GANA - A Igreja aposta nos jovens para erradicar a corrupção, “câncer endêmico”

Quarta, 18 Maio 2016 bispos  

Accra (Agências Fides) - “A corrupção é um câncer endêmico que chegou ao vértice do país”, advertiu Dom Joseph Osei- Bonsu, Arcebispo de Konongo–Mampong e Presidente da Conferência Episcopal de Gana, falando aos estudantes que se diplomaram na escola Our Lady of Grace (OLAG) de Mamponteng, na região de Ashanti.
“Os jovens devem ficar longe da corrupção” exortou o Presidente da Conferência Episcopal de Gana, que mais uma vez denunciou desvios de dinheiro público e práticas corruptivas, comuns no país (veja Fides 2/1/2015).
Segundo o último relatório do Afro Barômetro, que releva a percepção que os africanos têm do próprio país, 82% dos ganianos considera que a nação está procedendo na direção errada por causa da corrupção, enquanto 58% pensa que já se encontra em uma situação muito difícil.
A Igreja acredita que as esperanças de Gana se encontram nos jovens, como afirma dom Osei-Bonsu, exortando os jovens estudantes a serem exemplo de vida para os outros. A escola de Mamponteng é somente um exemplo do esforço educativo da Igreja católica em Gana. A Arquidiocese de Kumasi iniciou, na igreja da Sagrada Família de Ash Town, o primeiro programa de procura de jovens talentos católicos no país (Catholic Talented Youth).
“Os jovens devem estar prontos para se unir ao programa e desenvolver os talentos que lhes foram doados por Deus, permitindo ajudar o crescimento social e econômico do país e de suas famílias”, afirmou Dom Gabriel Yaw Justice Anokye, Arcebispo de Kumasi.
O programa intitulado “Desenvolver os talentos divinos” oferece diversas atividades, incluindo recitação, música, coreografia, canto e pregação. (L.M.) (Agências Fides 18/5/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network