ÁFRICA/GÂMBIA - Prossegue a interdição do comércio com o Senegal; começam a escassear os bens primários

Terça, 17 Maio 2016

Banjul (Agência Fides) – Fracassaram as negociações entre Gâmbia e Senegal em busca da solução ao bloqueio dos transportes trans-fronteiriços que há três meses impede o comércio entre os dois países. Como publicado pela Fides em 12/5/2016, os caminhoneiros senegaleses se recusam a levar mercadorias à Gâmbia, depois que o governo deste país aumento de 4.000 Francos CFA para 400.000 o pedágio para os caminhões que atravessam seu território, um enclave dentro do Senegal.
Não obstante a ‘marcha a ré’ do governo de Banjul, que restabeleceu as antigas tarifas, os caminhoneiros continuam o bloqueio, na esperança de obter novas concessões das autoridades gambianas.
De modo especial, os caminhoneiros pedem a abertura permanente da fronteira (que atualmente permanece fechada entre as 19h e as 7h da manhã seguinte) e a construção de uma nova ponte sobre o rio Gâmbia, que permitiria reduzir em diversos km o percurso entre o norte e o sul de Senegal.
As negociações entre as duas partes devem recomeçar em julho. Entretanto, os dois países começam a sentir a carência dos bens de primeira necessidade transportados por via terrestre. (L.M.) (Agência Fides 17/5/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network