ÁSIA/IRÃ - Preso um Pastor protestante

Sábado, 14 Maio 2016 liberdade religiosa   minorias religiosas   islã  

facebook

Teerã (Agência Fides) - O Pastor cristão Yousef Nadarkhani, da comunidade protestante "Igreja do Irã", absolvido em 2012 da acusação de apostasia, foi preso em 13 de maio, no Irã, com a sua mulher, Tina Pasandide Nadarkhani, e com um fiel de sua comunidade, Yasser Mosayebzadeh, por razões ainda desconhecidas. Como referido a Fides pela Ong "Christian Solidarity Worldwide" (CSW), que monitora a situação dos cristãos no Irã, não é a primeira vez que o Pastor Nadarkhani é preso, depois de sua libertação ocorrida em setembro de 2012.
O pastor Nadarkhani foi inicialmente preso em 2009 depois de colocar em discussão o monopólio da instrução muçulmana nas escolas, algo que definiu como "inconstitucional". Foi acusado de apostasia e condenado à morte em 2010, decisão confirmada pela Corte suprema em 2011. Pediu-se várias vezes ao Pastor que renunciasse à fé durante o processo para evitar a pena de morte, mas ele se recusou. Em 8 de setembro de 2012, foi libertado depois da absolvição da acusação de apostasia, embora considerado culpado de "evangelizar os muçulmanos", e condenado por isso a três anos de prisão.
Depois da libertação do Pastor Nadarkhani, também o seu advogado, Mohammed Ali Dadkhah, eminente advogado e defensor dos direitos humanos, foi preso por dez anos e excluído da Ordem dos Advogados em setembro de 2012 por "ações e propaganda contra o regime islâmico".
Na nota enviada a Fides, CSW manifesta "profunda preocupação pelo Pastor" e pede "esclarecimentos sobre as razões da nova detenção", convidando as instituições a “respeitarem plenamente as obrigações constitucionais e internacionais sobre direitos humanos, garantindo justiça e igualdade diante da lei para todos os cidadãos, independentemente de seu credo". (PA) (Agência Fides 14/5/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network