ÁFRICA/SUDÃO - Revolta dos alunos de um campo de refugiados contra uma equipe médica

Quarta, 11 Maio 2016 refugiados  

Geneina (Agência Fides) – Feridos por armas de fogo e uma escola completamente destruída: é o resultado de uma revolta que envolveu crianças das escolas do campo de desalojados de Murnei, no oeste de Darfur. Segundo fontes locais, uma equipe médica chegou repentinamente na escola de ensino fundamental, frequentada por 450 crianças, em Solo. Os médicos queriam assistir os menores contra a esquistossomose, também conhecida como febre do caramujo, causada por um parasita. “A equipe não havia avisado a escola de sua chegada e isto desencadeou uma revolta dos alunos. A polícia interveio, usando gás lacrimogêneo e atirando para o ar, ferindo algumas pessoas. Os tiros também causaram um incêndio que destruiu completamente a escola, construída em palha. As 16 salas de aula, os escritórios, a sala dos professores e um armazém foram destruídos”, conclui a fonte local.
(AP) (11/5/2016 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network