ÁFRICA/RD CONGO - Os Bispos recordam Papa Wemba como embaixador da cultura congolesa e católico engajado

Terça, 3 Maio 2016 bispos  

Kinshasa (Agência Fides) - “Um cristão católico engajado portador do testemunho da Igreja, difundindo a mensagem do Sínodo dos Bispos para a África sobre a reconciliação, a justiça e a paz”. Assim, Dom Nicolas Djomo, Bispo de Tshumbe e Presidente da Conferência Episcopal da República Democrática do Congo (CENCO), recorda Papa Wemba, nascido Jules Shungu Wembadio, considerado o ícone da música congolesa e embaixador da cultura nacional. O cantor morreu em Abidjã, (Costa do Marfim) em 24 de abril, enquanto se exibia em um concerto.
“Ao apresentar à família suas condolências em nome da CENCO e meu”, Dom Djomo deseja “através desta mensagem, chegar a todos os que se sentem atingidos por este luto”. “Em particular – prossegue o texto – penso em todo o povo congolês, que chora por um de seus embaixadores da música e da cultura, que levou para além das fronteiras a riqueza extraordinária da música congolesa”.
O Presidente da CENCO sublinha ainda o compromisso cristão de Papa Wemba. “Com orgulho nos lembramos de Papa Wemba, de seu imenso talento e de sua brilhante carreira musical, a figura de cristão católico engajado portador da mensagem do Sínodo dos Bispos para a África sobre a reconciliação, a justiça e a paz. Participou do lançamento, em 2011, do álbum Afrika Tenda Amani (“África pela paz” em suaíli), produzido pela Rádio Vaticano para acompanhar a publicação da Exortação pós-sinodal “Africae Munus”. Em novembro de 2011, Papa Wemba - recorda Dom Djomo – participou do concerto na chegada do Papa Bento XVI a Cotonou, no Benin, sempre no âmbito da entrega da Exortação pós-sinodal “Africae Munus”, um ‘show’ baseado nas principais realidades temáticas: reconciliação, justiça e paz. (L.M.) (Agência Fides 3/5 /2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network