ÁFRICA/ETIÓPIA - “Não está aqui, ressuscitou! Inni as hin jiru; ka’eera!”: Páscoa na missão de Robe

Terça, 3 Maio 2016 evangelização  

AntP

Kofale (Agência Fides) – “Esta Páscoa foi caracterizada por chuva e trevas. Ficamos sem luz elétrica nos dias de sábado santo e domingo. Prevendo que não haveria lugar suficiente na igreja, preparamos a liturgia da água e do batismo no átrio de nossa pequena igreja de Kofale. Tudo bem preparado com o gramado, flores e uma lâmpada forte, mas a luz não voltou”. Padre Angelo Antolini, Prefeito apostólico de Robe, conta à Agência Fides como celebrou com a sua comunidade a Santa Páscoa no domingo, 1º de maio.
“Choveu forte a tarde toda – continua – e não foi fácil administrar as 180 pessoas presentes na vigília, mas conseguimos, e bem. Encontramos um gerador para a noite e durante a procissão da luz, que fazemos sempre a partir da casa adjacente das irmãs, a chuva diminuiu. Uma vez na igreja, arrumamos tudo com ordem: os de Kofale, de Gode e Denda, os que deviam receber o batismo, a crisma e outros sacramentos, as crianças pequenas tinham seu lugar para poder descansar, quando precisavam.
A liturgia da Palavra se desenvolveu com ordem e atenção. A cada três leituras, deixei um espaço para a reflexão. Sempre partilhei a palavra como o Senhor me inspirou, e confiando Nele, me ajudou a dar uma palavra simples, mas profunda e sentida. À 1h, chegamos à liturgia da água. Parecia que não estava mais chovendo. Assim que saímos, recomeçou uma garoa fina e incômoda, e a lâmpada, para piorar, não se acendeu. Houve um leve pânico para encontrarmos uma solução com outra lâmpada, arrumada ali na hora, e muita confusão com a pouca luz para os trinta e cinco catecúmenos que tínhamos que colocar em ordem, juntos a seus padrinhos. A chuvinha nos acompanhou sempre, mas ninguém se incomodou e percebemos quando às 2h retornamos à igreja e a evaporação molhou todo o chão, que ficou completamente úmido.
A liturgia eucarística foi bem mais rápida, mas também muito profunda, em meio à comoção dos neófitas, realmente envolvidos no grande mistério. Alguns deram também seu testemunho de felicidade e alegria com a vida nova que estava começando, com Ele. A presença do Espírito do Senhor ressuscitado era palpável, quase física, e nos deixou uma paz profunda no coração. Terminamos antes das 3h, com toda a comunidade compartilhamos o tradicional cordeiro pascal”. “Nesta noite de Páscoa – conclui Padre Angelo – no momento da leitura do Evangelho ---- ele não está aqui; ressuscitou! - Inni as hin jiru; ka’eera!, senti uma grande emoção, circundado pelo Amor de todos os meus irmãos”. (AP) (3/5/2016 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network