AMÉRICA/NICARÁGUA - “Assim se volta à lei da floresta”, denuncia Dom Mata depois da morte violenta do prefeito de Ayala

Quinta, 21 Abril 2016 cooperação   violência   direitos humanos   bispos  

Dom Juan Abelardo Mata Guevara

Estelì (Agência Fides) – "Como cidadão e como pastor, me faz muito mal (...), sobretudo quando se trata de uma pessoa que seguiu os canais apropriados para despertar o problema, mas assim parece que as coisas estão piores do que antes. Isto promoverá a lei da floresta” disse Dom Juan Abelardo Mata Guevara, S.D.B. Bispo de Esteli, referindo-se ao homicídio do prefeito da comunidade de Ayapal, Andrés Cerrato. O homicídio ocorreu em 18 de abril, mas foi denunciado apenas ontem, 20 de abril, ao Centro nicaraguense de direitos humanos (Cenidh), pelos dirigentes do Partido Liberal Independente (PLI) da região a que pertencia Cerrato.
O fato está abalando todo o país, porque um mês atrás, em 12 de março, Cerrato participou de uma reunião com Dom Mata para denunciar os atos violentos do exército na área, como a ocupação da casa do próprio Cerrato, para ameaçar a família com acusações de encobrir membros de grupos armados da área.
Embora ontem à noite o coronel do exército Guevara Rocha, que é porta-voz oficial, tenha declarado que “o exército da Nicarágua não faz nunca este tipo de invasões”, um grupo de políticos defendeu a denúncia da Associação Nicaraguense de Direitos Humanos porque muitos presenciaram o encontro de 12 de março.
(CE) (Agência Fides, 21/04/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network