ÁSIA/TERRA SANTA - Os trabalhadores das escolas cristãs nas ruas para pedir a reforma do sistema de previdência palestino

Quarta, 20 Abril 2016 trabalho  

Wikipedia

Ramallah (Agência Fides) – Trabalhadores das escolas cristãs também participaram da manifestação popular na qual milhares de palestinos pediram a reforma do setor da previdência social e manifestaram seu desacordo com o decreto-lei que atualmente regulamenta o sistema da previdência na Palestina. O ‘sit-in’, organizado por diversos sindicatos, se realizou ontem diante do conselho dos ministros, em Ramallah. Os manifestantes pediram que seja prevista o décima-terceiro salário também para os 350 mil trabalhadores do setor privado, e a instituição de um subsídio mínimo de desemprego em favor dos 400 mil desempregados.
Atualmente, o sistema da previdência não assiste desempregados, donas-de-casa e boa parte dos idosos. A delegação dos trabalhadores das escolas cristãs que saiu às ruas – informam fontes árabes como a Agência abouna.org – estava acompanhada por representantes da Secretaria dos institutos educativos cristãos na Palestina, e pelo padre Faisal Hjiazin, diretor das escolas do Patriarcado latino de Jerusalém em Israel e Palestina. (GV) (Agência Fides 20/4/2016).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network