ÁSIA/NEPAL - Um ano depois do sismo, a Caritas se empenha em garantir um futuro às famílias atingidas

Quarta, 20 Abril 2016

Caritas Australia

Kathmandu (Agência Fides) – Um ano depois do sismo que em 25 de abril de 2015 devastou o Nepal, seguido pelo terremoto de 12 de maio com a mesma intensidade, são cerca de 2,8 milhões (mais de 10% da população) as pessoas que ainda necessitam de ajudas humanitárias no país, afirmam as Nações Unidas. As vítimas foram quase 9 mil e os feridos 22mil, 500 mil as habitações destruídas e muitas infraestruturas danificadas.
O Nepal é uma República federal desde 2008, depois da monarquia e de dez anos de guerra civil, que se concluiu em 2006. A Carta Constitucional foi aprovada somente sete meses atrás, enquanto 25% da população vive abaixo da linha de pobreza.
Os protagonistas da reconstrução foram inúmeras associações ativas há anos no Nepal, algumas de caráter internacional, como a Caritas, e outras locais.
A Caritas Nepalesa, graças à ajuda da rede da Caritas Internationalis, investiu 36,4 milhões de euros em três anos para ajudar os sobreviventes do terremoto, apostando sobretudo no fornecimento de moradias de boa qualidade. No decorrer do último ano, a Caritas ajudou mais de 1,2 milhões de pessoas no Nepal e no período imediatamente sucessivo ao terremoto entregou ajudas de emergência para mais de 70 mil pessoas, atuando em 15 distritos atingidos. A Caritas investiu na reparação de quase 400 escolas, deu subvenções para ajudar as pessoas a retomarem suas atividades e ofereceu tratamento médico.
Pe. Silas Bogati, diretor executivo da Caritas Nepalesa, observa numa nota enviada a Fides: "Reagimos rapidamente ao desastre. Agora, ajudamos a plasmar um futuro ao lado dos nossos irmãos e irmãs nepaleses. Construímos casas antissísmicas, de modo que as pessoas se sintam seguras, ajudamos as crianças a irem à escola e às famílias fornecemos água e sementes para restabelecer condições dignas de vida". No aniversário do sismo, a Caritas realizará um evento de três dias em Kathmandu, de 25 a 28 de abril, em que serão examinados os desafios e as estratégias futuras, com a participação do Presidente da Caritas Internationalis, o Card. Luis Antonio Tagle. (PA) (Agência Fides 20/4/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network