AMÉRICA/EQUADOR - Convento destruído pelo terremoto: uma irmã e cinco postulante entre os 272 mortes

Segunda, 18 Abril 2016 áreas de crise   terremoto   institutos missionários  

Terremoto no Equador

Esmeraldas (Agência Fides) – Segundo as últimas notícias, o terremoto que atingiu o litoral do Equador na noite de sábado, 16 de abril, causou até o momento pelo menos 272 mortos e 2068 feridos, dos quais alguns graves. Dentre as vítimas, estão uma religiosa e cinco postulantes da comunidade das irmãs "Siervas del Hogar de la Madre" de Playa Prieta, que estava cheia no momento do terremoto. Segundo informações fornecidas à Agência Fides pela casa central das religiosas, os socorros começaram a agir no local apenas 24 horas depois do cisma.
Em meio às ruinas, perderam a vida a missionária irmã Clare Crocket (irlandesa, há 15 anos no Equador) e 5 postulantes: Jazmina, María Augusta, Maira, Valeria e Catalina, que estava decidindo sobre sua vocação. Os socorredores conseguiram extrair, vivas mas feridas, as outras três religiosas da comunidade, ainda hospitalizadas: irmã Estela Morales (espanhola), irmã Merly (equatoriana), irmã Thérèse Ryan (irlandesa), e duas postulantes equatorianas: Guadalupe e Mercedes.
As Siervas del Hogar de la Madre administram uma escola na Costa que, segundo as redes sociais da área, foi completamente destruída pelo terremoto.
“Diante do forte terremoto ocorrido no Equador, da morte de muitas pessoas e dos prejuízos em imóveis de tantas cidades, os Bispos do Equador querem oferecer ao povo equatoriano uma palavra de confiança no Senhor”, consta no comunicado da Conferência Episcopal do Equador, recebido pela Fides. “Nosso pensamento – escrevem os Bispos – se dirige especialmente aos nossos irmãos nas províncias de Manabi e Esmeraldas, aparentemente os mais atingidos, e convidamos todos a participar da coleta nacional para as vítimas, a fim de socorrer suas necessidades mais urgentes”.
A Fides recebeu também o primeiro relatório da Caritas-Equador, que assinala ter recebido 4.068 pedidos de ajuda de 23 províncias do país, inclusive chamados de Ipiales e Pasto, duas cidades da Colômbia.
A Secretaria de Risco (Defesa Civil) do Governo do Equador informou que o terremoto, de magnitude 7,8 na escala Richter, foi o mais forte desde 1979 e declarou área de emergência a costa do Pacífico, ou seja, 6 províncias: Esmeraldas, Los Ríos, Manabí, Santa Elena, Guayas e Santo Domingo. (CE) (Agência Fides, 18/04/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network