AMÉRICA/NICARÁGUA - “O projeto do Canal contradiz os ensinamentos do Papa na Laudato Sì”

Quinta, 14 Abril 2016 evangelização   meio ambiente   bispos   política  

Caritas Nicaragua

Dom Silvio José Baez Ortega, OCD, Bispo Auxiliar de Manágua

Manágua (Agência Fides) – “O Canal nega um dos modos práticos que o Papa propõe quando fala de diálogo dentro dos processos empresariais ou de grandes projetos numa nação, o Estudo de Impacto Ambiental, que deveria ser feito sempre antes do início de cada trabalho. No caso do canal, isso não ocorreu”, afirmou Dom Silvio José Baez Ortega, OCD, Bispo Auxiliar de Manágua, à margem do Fórum Nacional sobre a Encíclica Laudato Si do Papa Francisco, realizado em 13 de abril e organizado pela Caritas Nicaraguense.
Dom Baez acrescentou que o projeto do Grande Canal “nasceu de modo completamente oposto às sugestões do Papa sobre como realizar um megaprojeto”. O Grande Canal prevê a construção de uma segunda via de navegação entre os oceanos Atlântico e Pacífico, através dos lagos da Nicarágua. O projeto suscitou a forte preocupação dos habitantes do país e dos ambientalistas, que temem a destruição do ecossistema dos lagos nicaraguenses (Veja Fides 13/01/2015 e 15/06/2015).
No seu pronunciamento sobre a encíclica do Papa Francisco, Dom Baez, destacou que “a Laudato Sì convida a cidadania a exercitar uma espécie de rebelião dos consumidores, de modo que, pressionando os centros de poder e as grandes empresas, esses sejam obrigados a repensar suas políticas de exploração dos bens da natureza, cuidado do meio ambiente e respeitando os direitos dos pobres, para uma qualidade de vida mais digna”.
(CE) (Agência Fides, 14/04/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network