AMÉRICA/BOLÍVIA - Bispos: “O narcotráfico ameaça a convivência pacífica e democrática”

Quarta, 13 Abril 2016 democracia   conferências episcopais   bispos   violência   política  
Bispos da Bolívia

Bispos da Bolívia

La Paz (Agência Fides) - A Conferência Episcopal da Bolívia (CEB) reiterou a gravidade do problema do tráfico de droga que “ameaça a convivência pacífica e democrática do país” num comunicado difundido ontem no final de sua assembleia realizada em Cochabamba.
Os bispos retomaram o conteúdo da Carta Pastoral publicada poucos dias atrás (veja Fides 6/04/2016) em que fazem um alerta sobre o narcotráfico que chegou a algumas estruturas estatais. Esta mensagem provocou a reação do presidente Evo Morales.
No comunicado de ontem, os bispos reconhecem os esforços e as iniciativas do Governo na luta, há vários anos, contra o tráfico de droga, mas sublinham que é reciso dar passos decisivos da parte de todos”. Reiteram que sua mensagem é uma reflexão pastoral e um apelo por um diálogo sincero na sociedade a fim de reconhecer “a extensão e a gravidade do problema que ameaça a convivência pacífica e a democrática do país”.
“Na verdade, o tráfico de droga, além de causar o vício, traz violência, corrupção, mentiras, injustiça e morte”, lê-se no comunicado. Os bispos também pedem para não ter medo “desta triste realidade” e nem permanecer passivos ou resignados “diante destas verdades desconfortáveis, associadas a este problema”. Diante do pedido do governo aos bispos de denunciar os casos de autoridades envolvidas, os bispos recordam o caso de dois ex-chefes da antidroga boliviana detidos nos EUA e outro na Bolívia. (CE) (Agência Fides, 13/04/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network