ÁSIA/IÊMEN - Bispo Hinder: esperamos que o apelo do Papa por padre Tom chegue às consciências de seus sequestradores

Segunda, 11 Abril 2016 terrorismo  

Aden (Agência Fides) - “Ainda não há notícias sobre o sequestro do padre Tom. Mas nos confortou bastante ouvir o apelo por sua libertação feito ontem pelo Papa Francisco na Praça São Pedro.
Esperávamos aquele apelo, e agora, esperamos que ele chegue também naqueles que o mantêm sob sequestro e às suas consciências. Esta é, agora, a coisa mais importante”. Assim, Dom Paul Hinder, OFMCap, Vigário apostólico para a Arábia meridional, informa à Agência Fides sobre os sentimentos em meio às comunidades católicas situadas na península arábica depois das palavras dedicadas no Regina Coeli de ontem pelo Papa ao caso do padre Tom Uzhunnalil. O sacerdote salesiano indiano foi sequestrado por um comando terrorista de matriz jihadista em 4 de março passado em uma casa para idosos de Aden. O grupo invadiu a casa e massacrou quatro religiosas missionárias da Caridade que cuidavam dos hóspedes do centro, com outras 12 pessoas (veja Fides 4/3/2016).
“Na esperança que nos foi doada por Cristo ressuscitado” disse ontem o Bispo de Roma, após a oração dominical do Regina Coeli em São Pedro, “renovo meu apelo pela libertação de todas as pessoas sequestradas em áreas de conflito armado; de modo especial, recordo o sacerdote salesiano Tom Uzhunnalil, sequestrado em Aden, no Iêmen, em 4 de março passado”.
Domingo, 3 de abril, uma delegação da Conferência Episcopal da Índia encontrou a Ministra indiana para assuntos exteriores, Sushma Swaraj, que lhe confirmou que o governo indiano está trabalhando para favorecer a libertação do padre Tom. (GV) (Agência Fides 11/4/2016).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network