ÁSIA/CHINA - A memória dos defuntos à luz da fé impulsiona a evangelização

Segunda, 11 Abril 2016 igrejas locais   missionários  

Faith

Pequim (Agência Fides) - Segundo a tradição e cultura chinesa, de acordo com o calendário lunar, o Dia dos Mortos cai em 5 de abril. Mesmo a comunidade católica chinesa, que dedica a memória de finados ao dia 2 de novembro, quis também recordar nesta circunstância todos os defuntos com celebrações eucarísticas e momentos especiais de oração, lembrando os muitos missionários estrangeiros que deram suas vidas para a evangelização na China e que quiseram ser sepultados em solo chinês.
Segundo informações enviadas à Agência Fides, entre as várias iniciativas podemos citar uma paróquia da diocese de Xi An que quis viver o dia com um seminário de três dias sobre o tema “Fé e vida”. Uma centena de paroquianos, de acordo com a notícia do pastor, compartilhou a Palavra de Deus”, que é a fonte da fé. O objetivo da fé cristã é receber, proclamar e viver o Evangelho para que o Evangelho seja encarnado na vida e a vida seja entrelaçada com o Evangelho”. Assim, o “Dia dos Mortos é um momento importante para recordar a memória da vida de fé e, sobre os passos dos antepassados, viver nossas vidas anunciando o que recebemos”.
A comunidade de Bao Tou lembrou particularmente o Pe. Fan Luyi conhecido como “o bom pastor da estepa” que retornou para a casa do Pai em 23 de março, aos 97 anos. Diante de uma imagem gigante de Jesus Misericordioso, colocada na igreja, os fiéis testemunharam que “em seu coração sacerdotal havia espaço para todos, exceto para si mesmo. Ele realmente seguiu Jesus, viveu a fé e serviu a Igreja com a própra vida”. Foi também lembrada a sua lealdade à Igreja, não obstante a prisão, e seu compromisso de fazer reviver a comunidade. (NZ) (Agência Fides 2016/04/11)



Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network