ÁSIA/SÍRIA - Na cidade síria de Sadad começam a voltar os cristãos que haviam migrado para a Europa

Quarta, 6 Abril 2016 refugiados  

www.dici.org

Sadad (Agência Fides) - Na cidade síria de Sadad se registram o retorno das primeiras famílias cristãs migradas à Europa em fuga das violências do conflito interno. Foi o que informou à imprensa russa o Prefeito da cidade localizada na Província de Homs, Suleiman al Khalil. “Os cristãos que haviam deixado a Síria rumo à Europa começam à voltar a Sadad e também a outras cidades”, diz o Prefeito, acrescentando que a volta das famílias foi favorecida pela confiança suscitada pelo sucesso das operações militares apoiadas pela Rússia e pelo cessar fogo ainda em vigor concordado em Munique, em 12 de fevereiro.
Sadad antes do conflito era uma cidade de cerca de 12 mil habitantes, a maioria cristãos assírios e sírio-ortodoxos. Nos anos de guerra, pelo menos mil deles fugiram para fora da Síria, incluindo o Arcebispo Selwanos Boutros Alnemeh, Metropolita sírio-ortodoxo de Homs e Hama. Segundo fontes eclesiásticas locais, em outubro de 2013, durante a conquista temporária da cidade da parte dos jihadistas de al Nusra foram perpetrados massacres contra a população civil, confirmados pela descoberta de uma fossa comum com pelo menos 30 cadáveres (veja Fides 31/10/2013). Em novembro passado, os jihadistas do Estado Islâmico (Daesh) tentaram reconquistar a cidade, atacando os pontos de bloqueio do Exército sírio. Nos últimos três meses, refere o prefeito Suleiman al Khalil, pelo menos cem cristãos de Sadad que fugiram para fora da Síria voltaram para suas casas e se espera o retorno de outros duzentos. A cidade se encontra a 14 quilômetros da estrada que une Damasco a Homs, e possuiu 15 igrejas. (GV) (Agência Fides 6/4/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network