ÁFRICA/UGANDA - Líderes cristãos pedem a libertação do líder da oposição

Quarta, 30 Março 2016 eleições   bispos  

Dom John Baptist Kaggwa

Kampala (Agência Fides) - Durante as festividades pascais, diversos líderes cristãos ugandenses dirigiram apelos para que o líder da oposição, Dr. Kizza Besigye, em prisão domiciliar desde 19 de fevereiro, seja libertado. Besigye foi preso durante as eleições que confirmaram o Presidente Yoweri Museveni, que está no poder há 30 anos (veja Fides 19/2/2016).
“Devemos trabalhar para unir a população de nosso país”, disse Dom John Baptist Kaggwa, Bispo de Masaka, durante a Missa da Páscoa, apelando ao governo para que coloque fim na detenção domiciliar do líder do Forum for Democratic Change (FDC).
O Arcebispo anglicano de Uganda, Stanley Ntagali, sempre no domingo de Páscoa, pediu aos fiéis que rezem pelo “Dr. Besigye, que se encontra em prisão domiciliar, para que seja libertado pelo governo”.
Outro Bispo anglicano, Johnson Gakumba, da Northern Uganda Diocese, fez um apelo ao diálogo para resolver a crise política. “Se fosse o Presidente Museveni – disse, durante a celebração pascal em Gulu – falaria com o Dr. Besigye. Isto ajudaria a nação a ir para frente”.
Segundo as autoridades, Kizza Besigye foi detido para impedir-lhe de organizar protestos de disturbo da ordem pública. A oposição afirma, por sua vez, que o intento de sua prisão era impedir os cidadãos de se reunirem para protestar contra as graves irregularidades no andamento das eleições. (L.M.) (Agência Fides 30/3/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network