AMÉRICA/NICARÁGUA - Professores ameaçados, mais de duas mil crianças sem aulas: denúncia do Bispo

Sexta, 18 Março 2016 política   bispos   violência   grupos armados  
Dom Abelardo Mata

Dom Abelardo Mata

Jinotega (Agência Fides) - Cerca de 2.100 crianças em idade escolar não podem participar das aulas, particularmente na área do Rio Bocay, em Ayapal, devido ao abandono de professores em mais de sessenta escolas. Os professores foram ameaçados por grupos armados que querem ter o controle total da área (veja Fides 16/03/2016). Durante uma recente visita a esta área, o Bispo de Estelí, Dom Abelardo Mata, percebeu que a instablidade e crise de segurança nesta área de San José de Bocay, Jinotega, se devem a vários fatores. “Além da presença de grupos armados, vivemos num clima de vingança contínua, porque existem grupos que diante da falta de justiça agem por conta própria, com violência, e ao mesmo tempo ocorrem abusos por parte das autoridades locais. Os professores são acusados de serem ativistas políticos da Frente Sandinista, foram ameaçados a não ensinar, por isso não vão à escola porque temem por suas vidas”, confirma Dom Mata na nota enviada à Fides. Segundo a imprensa local, esta situação é conhecida por todos, em Ayapal, no entanto, as autoridades da educação e de segurança se recusam a dar uma versão oficial dos fatos. “Ao encontro com o Bispo chegaram escondidos os professores e pais preocupados de não serem descobertos, pois seriam presos pela polícia ou por grupos armados, como aconteceu em outras ocasiões”, conclui o comunicado. (CE) (Agência Fides, 18/03/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network