ÁSIA/FILIPINAS - O Instituto asiático dos jesuítas há 50 anos a serviço da pastoral, no espírito do Concílio

Terça, 1 Março 2016 formação   animação missionária   pastoral   igrejas locais   evangelização  

Manila (Agência Fides) – É um ponto de referência na formação e na atualização pastoral, no espírito do Concílio Vaticano II: há 50 anos, o Instituto Asiático Pastoral para o Oriente (East Asian Pastoral Institute, EAPI) desempenha a sua missão em Manilha, irradiando sua obra em todos os países da Ásia. Nasce da iniciativa de Pe. Pedro Arrupe SJ, então Superior Geral da Companhia de Jesus, por obra de alguns jesuítas que tiveram que deixar a China continental e se transferiram para as Filipinas.
Em 4 de março, o EAPI recorda o aniversário, iniciando com uma Santa Missa, presidida pelo Bispo de Cubao, Dom Honesto Ongtioco, e nos dias seguintes, com a presença do Card. Luis Antonio Tagle, arcebispo de Manila. Em junho, será a vez do Card. Charles Maung Bo, Arcebispo de Yangun. As celebrações terão seu ápice em 3 de dezembro.
Em 1953, pe. Johannes Hofinger SJ, missiólogo austríaco, fundou um “Instituto missionário” para adequar a formação dos missionários e torna-los mais conscientes das mudanças em ato na Igreja. Em setembro de 1961, quando o nome do Instituto foi mudado para “East Asian Pastoral Institute”, realizaram-se os primeiros seminários sobre renovação litúrgica e catequética. Em 1966, o EAPI iniciou a oferecer oficialmente o primeiro Curso pastoral para sacerdotes, religiosas e leigos provenientes da Ásia. Cinquenta anos depois, o Instituto é agora o hub asiático para a renovação teológica, a atualização, a formação e também a experimentação, vista a perspectiva “existencial” que propõe a todos os alunos, encorajando-os a transformar suas vidas para serem testemunhas, seguindo o caminho de Cristo no mundo. (PA) (Agência Fides 1/3/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network