ÁSIA/ÍNDIA - Um site sobre os mártires de Orissa

Sexta, 26 Fevereiro 2016 minorias religiosas   hinduísmo   perseguições   liberdade religiosa   meios de comunicação de massa  

Bhubaneswar (Agência Fides) - Um site para contar o calvário que vivem ainda hoje os sobreviventes dos massacres anticristãos em Orissa, nos âmbitos social, jurídico e religioso: é a iniciativa lançada por um grupo de ativistas, juristas, advogados, acadêmicos, escritores e artistas, que notam como o caminho da justiça para os responsáveis dos massacres procede “a passo de tartaruga” ou assegura sua impunidade.
Como informa à Fides o sacerdote de Orissa, pe. Ajaya Kumar Singh, o site www.kandhamal.net, que está online há pouco, será uma fonte de informações, dados e documentação, e também de assistência legal seja para quem trabalha com os sobreviventes da violência como para todos os que queiram compreender o episódio com clareza. Servirá também para “focalizar a atenção no fracasso dos governos de Orissa e da União indiana ao garantir a completa reabilitação e indenização das vítimas”, observa.
Duas comissões de inquérito sobre a violência de Kandhamal, nomeadas pelo Primeiro-ministro de Orissa, Naveen Pattnaik, apresentaram seus relatórios no final de 2015, mas ainda não foram publicados. A violência de 2008 causou a morte de cerca de cem cristãos e a destruição de 8500 case e 395 igrejas. Grupos da sociedade civil estimam que os desalojados cristãos, expulsos definitivamente de suas aldeias, sejam mais de 56.000. (SD-PA) (Agência Fides 26/2/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network