ÁFRICA/BURUNDI - O Presidente Nkurunziza promete a Ban Ki-moon um “diálogo inclusivo” com a oposição

Terça, 23 Fevereiro 2016 grupos armados  

Bujumbura (Agência Fides) - “Veremos se a visita do Secretário-Geral da ONU causará uma reviravolta positiva na crise política”, dizem à Agência Fides fontes locais de Bujumbura, onde o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, se encontrou com o Presidente Pierre Nkurunziza, os expoentes da oposição e com os representantes da sociedade civil. O presidente Nkurunziza anunciou numa conversa com Ban Ki-moon de se comprometer com um “diálogo inclusivo” com a oposição.
Em Burundi, continuam as violências. Pelo menos 6 pessoas morreram ontem em vários atentados com lançamento de granadas tanto na capital Bujumbura quanto no interior do país. “Na capital morreram dois militares e dois representantes da sociedade civil foram mortos”, referem fontes de Fides. “Não se sabe quem são os autores destes atentados, podem ser militares, serviços secretos, milícias filo-governamentais ou grupos rebeldes. Milícias e rebeldes podem cometer atentados e outros crimes para depois atribuí-los à parte adversária a fim de tirar o consenso da população. O problema é que aqui todos estão armados. Por isto, é preciso encontrar uma solução política para sair da crise”, concluem as nossas fontes. (L.M.) (Agência Fides 23/2/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network