ÁFRICA/QUÊNIA - “O som dos ‘tambores de guerra’ se intensifica na espera das eleições”, adverte um bispo

Quarta, 17 Fevereiro 2016 violência   bispos  

Nairóbi (Agência Fides) - “Os discursos de incitação ao ódio da parte dos políticos é um fenômeno recorrente que se realizam antes que estourem os confrontos tribais. Devemos deter tudo isto”, afirmou Dom Cornelius Korir, Bispo de Eldoret e Presidente da Comissão Episcopal Justiça e Paz do Quênia, durante um encontro público do Grupo de Observação Eleitoral (ECLOG) do qual faz parte a Igreja Católica, junto com outras confissões religiosas e grupos da sociedade civil.
Dom Korir deu voz a todas as componentes do ECLOG que advertem que o som dos “tambores de guerra” está se intensificando enquanto o Quênia está se preparando para as eleições gerais previstas para o próximo ano.
O presidente de “Justiça e Paz” sublinhou ter sido testemunha das violências de fundo tribal desde os anos 90, a maior parte das quais instigadas pelos políticos. O bispo convidou os jovens a não aceitarem favores da parte dos políticos em troca de seu voto e sublinhou que os meios de comunicação têm a responsabilidade de dar notícias que correspondem à verdade para não alimentar a espiral de violência. Nas violências durante as eleições presidenciais do fim de 2007, milhares de pessoas perderam a vida e milhões foram obrigadas a fugir. (L.M.) (Agência Fides 17/2/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network