ÁSIA/SÍRIA - Voluntário da Caritas morto em Aleppo com um tiro de morteiro

Terça, 16 Fevereiro 2016 guerras  

Aleppo (Agência Fides) – Chamava-se Elias Abiad e tinha apenas 22 anos o jovem voluntário da Caritas Síria morto em Aleppo a tiros de morteiro sábado, 13 de fevereiro, no bairro de Sulaymaniyah. A notícia foi dada pelo secretário-geral da Caritas Internacional, Michel Roy, em mensagem de condolências à família de Elias, frisando que o sacrifício do jovem voluntário também “nos recorda a contínua tragédia cotidiana da Síria e a urgente necessidade do cessar-fogo e da paz”. Elias era engajado em projetos de assistência realizados pela Caritas Síria na área de Aleppo desde setembro de 2014.
Domingo, 14 de fevereiro, o Bispo Georges Abou Khazen OFM, Vigário Apostólico de Aleppo para os católicos de rito latino, divulgou um apelo em que recorda o sacrifício de Elias Abiad: “Escrevo desde Aleppo” consta no apelo, publicado pela ‘Ora Pro Siria’, “aonde há alguns dias há bombardeios contínuos sobre civis, deixando mortos, feridos e destruição. Somente na noite passada, tivemos em nossos bairros quatro mortos e mais de quinze feridos, além de casas e apartamentos danificados. Tais bombardeios”, acrescenta o Bispo franciscano “são realizados por grupos chamados ‘oposição moderada’ e como tal, são defendidos, protegidos e armados, mas na realidade não diferem muito dos outros jihadistas, a não ser pelo nome”.
(GV) (Agência Fides 16/2/2016).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network