ÁFRICA/NÍGER - “Votamos em plena liberdade, sem condicionamentos étnicos ou sectários”, exorta o Arcebispo de Niamey

Quarta, 10 Fevereiro 2016 bispos   eleições  

Niamey (Agência Fides) - “Durante o tempo de quaresma haverá eleições em nosso país. Como eleitores, militantes ou candidatos, devemos ter a ideia central de priorizar a verdade, aonde fraudes parecem triunfar, e o respeito pela voz dos outros aonde ela está amordaçada”, escreve Dom Laurent Lompo, Arcebispo de Niamey, na carta pastoral para o início da quaresma, recebida pela Fides.
“A nossa decisão política será feita em consciência e com toda a liberdade, distantes de qualquer espírito sectário, étnico e regionalista” exorta o Arcebispo. “Como cristãos católicos, temos o dever de tomar parte do futuro do nosso país com um voto amadurecido na reflexão e na oração, sem nos deixar manipular pelos agitadores de slogans”.
“O compromisso civil é uma dinâmica na qual se exerce a misericórdia” sublinha Dom Lompo, que recordando as palavras do Papa “a misericórdia é um alicerce da Igreja”, conclui: “que este tempo quaresmal seja um momento para nos conscientizarmos da misericórdia de Deus, da qual somos beneficiados, e para exercê-la junto aos que estão à espera de recebê-la”.
As eleições gerais em Níger serão domingo, 21 de fevereiro. Os eleitores são chamados a eleger o Presidente e a renovar a Assembleia Nacional. O Presidente é eleito com votação em duas rodadas. Se nenhum dos candidatos for eleito na primeira, a segunda se realizará em 20 de março.
(L.M.) (Agência Fides 10/2/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network