AMÉRICA/ESTADOS UNIDOS - Retirado o grande cartaz para a visita do Papa: “As vidas dos migrantes são importantes”

Quarta, 10 Fevereiro 2016 refugiados   áreas de crise   violência  

El Paso (Agência Fides) - “A Rede de Fronteira para os Direitos Humanos e os residentes da área de fronteira estão profundamente desiludidos com a decisão tomada pela International Boundary and Water Commission de retirar o grande cartaz ‘#Immigrant Lives Matter’ colocado por alguns membros da comunidade no confim entre Estados Unidos e México, diante do local onde o Papa Francisco celebrará a missa em 17 de fevereiro” (veja Fides 8/02/2016), lê-se no comunicado deste grupo.
“A decisão é claramente de suprimir a liberdade de expressão e violar a nossa primeira emenda da Constituição dos Estados Unidos. A Rede de Fronteira para os Direitos Humanos desaprova as ações tomadas até agora por esta entidade, e pede que seja considerado o fato de que a nossa organização tenha sempre acompanhado os protocolos estabelecidos localmente e tenha obtido as permissões necessárias para colocar o cartaz, próprio como fizemos no passado”, continua o texto enviado à Fides. Para exigir o direito de liberdade de expressão, haverá uma coletiva de imprensa hoje às 12h (hora local) em Chamizal Park, onde dezenas de residentes se reunirão para recolocar o grande cartaz.
O grupo humanitário Rede de Fronteira para os Direitos Humanos, junto com a Igreja Católica, está comprometido há vários anos em ajudar os migrantes que chegam aos Estados Unidos vindo da América Central. (CE) (Agência Fides, 10/02/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network