ÁSIA/CHINA - Ano Novo da comunidade católica chinesa no signo da Misericórdia

Segunda, 8 Fevereiro 2016 igrejas locais   pobreza   animação missionária  

Faith

Visita a idosos e doentes

Pequim (Agência Fides) – “Que belo ser católico!”: é a emoção e sobretudo a surpresa de uma mulher que assistiu a visita de sacerdotes e leigos aos doentes hospitalizados, na véspera do Ano Novo chinês, que cai no dia 8 de fevereiro e inaugura “ano do macaco”. Segundo informações apuradas pela Agência Fides, a comunidade católica chinesa continental vive esta data segundo o hábito, realizando obras de caridade e misericórdia, levando “a paz e o amor de Cristo” a doentes, idosos, pessoas com problemas e carentes, vivendo assim o Ano da Misericórdia segundo as indicações do Papa.
Com uma temperatura de 20 graus abaixo de zero, a paróquia de Dong He, da comunidade de Bao Tou, da Mongólia Interna, começou as visitas pastorais em 2 de fevereiro com o tema “Deus é Amor e Misericórdia”. Os leigos católicos, organizados pela paróquia, colocaram à disposição seus carros para levar ajudas às comunidades eclesiais de base mais remotas, aos mais pobres dos pobres. Em cada encontro, além de entregar ajudas materiais, o sacerdote do grupo administrou também os sacramentos, doando cópias da Misericordiae Vultus, a Bula de Convocação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia.
Durante as visitas ao hospital e à casa dos idosos da paróquia da Santíssima Trindade, da comunidade de Jiu Jiang, da província de Jiang Xi, os sacerdotes levaram a unção dos enfermos e a Eucaristia rezando junto com os idosos aleitados. O filho de uma senhora idosa, depois da visita, disse ao grupo: “Agora entendi o porquê da fé católica de minha mãe; chegou o momento que eu também retorne à Igreja”.
A paróquia de Fan Ga da diocese de Xian Xian, na província de Hebei, doou ajudas materiais e espirituais a 31 famílias pobres, vivendo assim de modo direto o Ano da Misericórdia.
A comunidade de Wen Zhou, por sua vez, colocou em primeiro plano a pastoral dos universitários, que agora estão em férias para o Ano Novo chinês, para ajudá-los a viver o Ano da Misericórdia. Durante o acampamento, organizado de 28 de janeiro a 3 de fevereiro, mais de 230 universitários “encontraram Jesus na oração e na vida comunitária, em uma atmosfera fraterna, além de refletir e discernir a própria vocação cristã”. (NZ) (Agência Fides 2016/02/08)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network