ÁSIA/FILIPINAS - Os pobres, mestres de esperança

Sábado, 6 Fevereiro 2016 pobreza   igrejas locais   animação missionária  

Cebu (Agência Fides) – A esperança e a misericórdia se aprendem com os pobres: é o que afirma o Redentorista Karl Gaspar, Diretor do Instituto S. Alfonso de teologia e missão em Davao City, e engajado com a sua comunidade numa missão entre as comunidades autóctones na região de Davao ocidental. Num testemunho enviado a Fides e pronunciado durante o recente Congresso Eucarístico Internacional em Cebu, pe. Gaspar conta: “Os autóctones são os mais pobres entre os pobres que vivem na área mais periférica de nosso país. Abandonados pelas agências estatais, não possuem infraestruturas, nem instrução e nem postos de saúde em seus povoados. Segundo o Ministério da Saúde, naquele território existe um alto índice de desnutrição entre as crianças. Vivem com a agricultura de subsistência, passam fome. As duas últimas estações de colheita foram praticamente destruídas por uma infestação de ratos.
Agora, não é possível semear por causa do El Nino e a seca consequente que pode durar até a metade deste ano”.
O sacerdote continua: “Durante 50 anos de minha vida viajei nesta terra de Mindanao encontrando o rosto terrível da guerra, deslocamento, pobreza enorme, desigualdade, degradação ambiental e desastres de todo tipo. Em muitas áreas as pessoas são tentadas a perder completamente a esperança diante da realidade arrasadora”.
Mas estes pobres são mestres de esperança: “Eles sabem vivem em Deus, não obstante os males que os circundam. Para eles Deus escuta os seus lamentos e nutre as suas capacidades de recuperação, dotando-as de um grande sentido de humorismo e serenidade diante das preocupações. Rezam não somente de joelhos, mas se levantam, cantam e dançam. Não contagiados pela doença de alienação cultural de suas raízes indígenas, enriquecem as liturgias com gestos criativos cheios de significado e esperança”. Estes pobres são um exemplo de vida do qual aprender a esperança e a misericórdia”, concluiu. (PA) (Agência Fides 6/2/2015)





Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network