ÁFRICA/QUÊNIA - A Igreja católica elogia a decisão do Presidente de retirar a proposta de regulamentação do culto

Quinta, 4 Fevereiro 2016 bispos  

Pe. Rono

Nairóbi (Agência Fides) – A Igreja católica no Quênia elogia a decisão do Presidente Uhuru Kenyatta de retirar a proposta de regulamentação das confissões religiosas (“Religious Societies Rules 2015”, veja Fides 30/1/2016) que havia suscitado protestos dos Bispos católicos e líderes de outras confissões (veja Fides 13 e19 de janeiro de 2016).
Em entrevista ao Waumini News Today, pe. Daniel Rono, Secretário Geral da Conferência Episcopal do Quênia, explica que a decisão do Presidente Kenyatta foi tomada depois de uma consulta entre os líderes religiosos e o governo.
Pe. Rono recorda que os líderes religiosos reconhecem as preocupações do governo sobre abusos na liberdade de culto por parte de fraudadores que extorquem dinheiro aos fiéis e de pessoas que fomentam ideias extremistas nos jovens; mas ao mesmo tempo reiteram que todo culto deve ter a possibilidade de se auto-regulamentar.
Os líderes religiosos muçulmanos, hinduístas, católicos e das Igrejas protestantes e evangélicas, decidiram se encontrar para debater a questão. O Presidente Kenyatta afirmou que espera desenvolver uma regra que defenda o sacrossanto princípio da liberdade de religião. (L.M.) (Agência Fides 4/2/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network