AMÉRICA/MÉXICO - “Não se pode falar de milhões quando o nosso povo é pobre”: Dom Armendáriz Jiménez sobre os financiamentos aos partidos

Segunda, 25 Janeiro 2016 política   bispos   pobreza  

laopcion.com.mx/

México - financiamentos aos partidos

Querétaro (Agência Fides) – “Vale a pena fazer uma lista do que se fazer com todo esse dinheiro...Diante da abundância de dinheiro, creio que devemos exigir serviços lá onde não existem, se devem exigir centros de saúde onde faltam, se devem também assistir os que querem um trabalho, penso que muitas coisas podem ser feitas e dar prioridade à pobreza. Não se pode falar de milhões quando nosso povo é pobre".
Assim se expressou Dom Faustino Armendáriz Jiménez, Bispo de Querétaro, depois da celebração do dia dos comunicadores, durante um colóquio com os jornalistas locais no dia 24 de janeiro.
O Bispo respondeu a uma pergunta sobre a grande quantidade de dinheiro que deverão receber os partidos políticos este ano, que não é de campanha eleitoral: a cifra gira em torno de 60 milhões de pesos mexicanos (cerca 3 milhões de euros), o que provoca escândalo na opinião pública. Dom Armendáriz Jiménez comentou que "esses recursos poderiam ser destinados ao campo social, porque sabemos que ainda falta muito para as eleições de 2018".
Os partidos políticos mexicanos obtêm os fundos para suas atividades principalmente através de financiamentos públicos, mesmo que a lei preveja também a possibilidade de financiamentos privados. O financiamento público recebido pelos partidos políticos é percebido como exageradamente alto pelos grupos da sociedade mexicana. A opinião pública concorda sobre a necessidade de diminuir o custo das campanhas eleitorais.
(CE) (Agência Fides, 25/01/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network