ÁSIA/LÍBANO - ‘Tour’ dos Patriarcas das Igrejas sírias entre os líderes políticos libaneses

Sexta, 22 Janeiro 2016 política  

ankawa.com

Beirute (Agência Fides) – No dia de ontem, os dois Patriarcas das Igrejas sírio-antioquinas – o Patriarca sírio-ortodoxo Mar Ignatius Aphrem II e o Patriarca sírio-católico Ignace Youssif III – quiseram realizar juntos uma ‘turnê’ de consultas junto aos líderes das diferentes forças políticas nacionais, em um contexto em que o cenário político libanês encontra-se movimentado pelo apoio surpresa oferecido pelo Partido maronita das Forças Libanesas à candidatura do ex-rival Michel Aoun ao cargo de Presidente da República.
Durante os encontros, os dois Primazes das Igrejas, acompanhados por Bispos e colaboradores, expuseram preocupações e sugestões em relação às crises que abalam a região – especialmente aos sofrimentos vividos pelas comunidades cristãs – e ao estado institucional em que se encontra o país dos Cedros.
O tour das visitas patriarcais começou com Mohammad Raad, líder da representação parlamentar do Partido xiita de Hezbollah. A seguir, houve um encontro com o ex-general Michel Aoun – líder do Movimento patriótico livre -, com Samir Geagea (líder das Forças Libanesas), com Fouad Siniora (representante do partido sunita Futuro), com Sami Gemayel (líder do partido Kataeb) e com o Presidente do Parlamento libanês, o xiita Nabih Berri.
Segundo o delicado sistema institucional libanês, o cargo de Presidente da República cabe a um cristão maronita. Em todos os encontros, a delegação comum das Igrejas sírias manifestou a esperança de que no Líbano seja logo eleito um presidente, para sair do impasse político e da crise institucional que dura 18 meses. O novo presidente, desejaram os dois primazes e seus acompanhantes, deverá tutelar os direitos das várias confissões e religiões, também minoritárias. A este respeito, refere um comunicado difundido pelo Patriarcado sírio-católico, os dois patriarcas pediram a todos os seus interlocutores políticos para que pelo menos uma cadeira no Parlamento libanês seja reservada a cada uma das comunidades eclesiais sírias. Tal pedido, sublinha o comunicado, enviado à Agência Fides, teve o total apoio do Patriarca maronita, Cardeal Bechara Boutros Rai. (GV) (Agência Fides 22/1/2016).


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network