ÁFRICA/BURQUINA FASSO - Os países do Oeste da África querem lutar juntos contra o terrorismo

Terça, 19 Janeiro 2016 terrorismo  

Uagadugu (Agência Fides) – O combate ao terrorismo estará no centro da sessão extraordinária da Comunidade econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO/ECOWS), anunciada pelo Presidente de Benin, Yayi Boni, na capital de Burquina Fasso, Uagadugu, aonde no ataque de 15 de janeiro ao hotel Splendid e ao vizinho bar Le Cappuccino 29 pessoas morreram.
“Depois do ataque ocorrido em novembro passado na capital de Mali, Bamako, que deixou cerca de vinte mortos, e agora em Uagadugu, os países da região tomaram consciência da necessidade de agir”, disse o Presidente beninense, sublinhando que “existe uma correlação entre segurança e desenvolvimento”. Os ataques nas duas capitais tiveram como alvo hotéis frequentados por estrangeiros, muitos dos quais empregados em organismos humanitários e de desenvolvimento, empresários e investidores nos países atingidos.
O Presidente de Burquina Fasso, Roch Marc Christian Kaboré, ao condenar com firmeza os atentados, dirigiu um apelo à coesão nacional e convidou os países da região a unirem as capacidades de defesa para enfrentar o desafio dos terroristas. O Presidente de Mali, Modibo Keita, auspiciou a criação de um grupo de ação rápida dos membros do “G5 Sahel”: Mauritânia, Mali, Burquina Fasso, Níger e Chade, para combater o terrorismo. (L.M.) (Agência Fides 19/1/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network