AMÉRICA/HONDURAS - “É triste que as mães e seus filhos sejam expulsos”: a situação dos migrantes hondurenhos

Segunda, 11 Janeiro 2016 menores   refugiados   política  

Tegucigalpa (Agência Fides) - A Pastoral da Mobilidade Humana, organismo da Igreja Católica em Honduras, pediu ao governo do Presidente estadunidense, Barack Obama, para por fim às recentes ondas de expulsão de migrantes centro-americanos irregulares. "Pedimos às autoridades estadunidenses que não expulsem nossa gente centro-americana", disse Lidia Souza, responsável pela pastoral dos migrantes, falando à Agência Efe este final de semana. Os blitze para capturar os imigrantes “não são novos”, se trata de uma “uma prática” dos Estados Unidos para expulsar os imigrantes, em especial os centro-americanos, disse Souza. "Mas é muito triste e duro que as mães sejam expulsas com seus filhos”, destacou.
Quarta-feira passada, 6 de janeiro, regressou a Honduras o primeiro grupo de 19 menores expulsos pelos Estados Unidos, todos acompanhados pelas respectivas mães. Este método das "blitze" foi condenado pelo governo de Honduras, que ao mesmo tempo se disse respeitoso das medidas estadunidenses em tema de migração irregular. Enquanto isso, o Presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, pediu aos consulados e aos diversos escritórios da embaixada do seu país nos Estados Unidos que assistam e aconselhem os hondurenhos que necessitarem. (CE) (Agência Fides, 11/01/2016)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network