EUROPA/ESPANHA - O Bispo de Cadiz e Ceuta pede às paróquias que se engajem em uma obra de misericórdia

Quarta, 9 Dezembro 2015 piedade   evangelização   igrejas locais  

Cadiz (Agência Fides) – Cada comunidade paroquial ou religiosa tem um desafio a ser enfrentado durante os próximos doze meses. O Bispo da diocese de Cadiz e Ceuta, Dom Rafael Zornoza Boy, pediu a todas as paróquias que assumam o compromisso de realizar uma obra específica de caridade por ocasião do Ano Jubilar da Misericórdia, aberto ontem em Roma pelo Papa Francisco.
Em carta pastoral escrita por ocasião do Jubileu, recebida também pela Fides, Dom Zornoza recomenda: “Cuidem muito mais da caridade do que o que o fazem normalmente, como visitar os doentes nos hospitais e em suas casas, cuidar dos idosos, visitando-os em suas casas, falando com eles, levando-os para passear; acompanhar com misericórdia mulheres que fizeram abortos, tentando curar suas feridas psicológicas; ter um sério compromisso com as atividades da Caritas paroquial, distribuir alimentos, etc.”.
A Caritas diocesana é engajada de modo especial com os migrantes; a situação no sul da Espanha está ficando muito tensa por causa das contínuas tentativas de ingresso de grupos de africanos. Em 2014, entraram 11.146 pessoas (pela "fronteira sul"). Mais de 20.000 pessoas, ainda em 2014, tentaram atravessar a rede de Ceuta e Melilla, mas somente 2.300 conseguiram (veja Fides 10/03/2015). A diocese de Cadiz e Ceuta, por sua posição geográfica que faz dela a porta de entrada no país do continente africano, é a que teve, na Espanha, o maior número de migrantes, com todos os problemas consequentes. (CE) (Agência Fides, 09/12/2015)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network