VATICANO - Plenária Cep: o que as Igrejas jovens esperam da Congregação para a Evangelização dos Povos e das POM?

Quarta, 2 Dezembro 2015

Cidade do Vaticano (Agência Fides) – A palestra do terceiro dia da Assembleia Plenária da Congregação para a Evangelização dos Povos (Cep), intitulada “Os serviços da CEP e das POM esperados pelas Igrejas jovens” foi realizada por Mons. Giampiero Gloder, Presidente da Pontifícia Academia Eclesiástica (veja Fides 27;30/11/2015 e 1/12/2015). Dom Gloder recordou que a CEP tem a tarefa de ajudar o Bispo de Roma a dirigir e coordenar em todo o mundo a obra de evangelização dos povos, exceto as competências do Dicastério para as Igrejas Orientais, como também a promoção da cooperação missionária para que seja cada vez mais evidente e efetivo que toda a Igreja por sua natureza é missionária e todo o povo de Deus tome consciência do compromisso missionário, colaborando com a oração, com o testemunho de vida e com o apoio econômico. “A responsabilidade da Cep diz respeito a 35% de todas as circuncrições eclesiásticas do mundo espalhadas nos vários continentes e são 1.111 circunscrições. Ela crescem de maneira rápida, porque durante poucos anos houve a alegria de fazer nascer mais de 100 Igrejas particulares, um sinal positivo de vitalidade da evangelização”, sublinhou o arcebispo. Da palestra emergiu algumas expectativas das Igrejas locais em relação à Cep com base nas respostas de um questionário enviado às dioceses. As 8 temáticas: nomeação dos bispos; criação de novas circunscrições eclesiásticas; seminários inter-diocesanos; nomeação e função do Diretor Nacional das Pontifícias Obras Missionárias; os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, a formação permanente do clero e dos leigos; visitas ad Limina Apostolorum; e a relação financeira que deve ser enviada às instituições competentes. (L.M.) (Agência Fides 2/12/2015)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network