EUROPA/SUÍÇA - Novo Protocolo da OIT para a abolição de todas as formas de escravidão

Sexta, 4 Dezembro 2015 escravidão  

Administración Nacional de la Seguridad Social

Genebra (Agência Fides) – A erradicação de toda forma de escravidão contemporânea, assim como o tráfico de seres humanos, a exploração sexual, as piores formas de trabalho infantil, o matrimônio forçado e o recrutamento de crianças para utilizá-las nos conflitos armados, estiveram no centro do Dia Internacional para a Abolição da Escravidão, que acaba de ser celebrado. Mais de 60 milhões de pessoas são obrigadas a abandonar o próprio país e outros milhões atravessam as fronteiras em busca de condições melhores de vida, arriscando ser vítima do tráfico e permanecer escravos.
Nesta ocasião, a OIT adotou um novo Protocolo juridicamente vinculante, com a finalidade de reforçar em nível mundial as estratégias para a abolição do trabalho forçado, e se prevê que entrará em vigor no mês de novembro de 2016. Além disso, com a campanha 50 for Freedom, a OIT pretende persuadir pelo menos 50 Estados a ratificar o Protocolo antes de 2018. A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável oferece a oportunidade de mudar de modo radical as condições que alimentam pobreza, injustiça e discriminações de gênero. Com a aprovação da agenda, todos os chefes mundiais se comprometeram a consolidar a prosperidade, a paz e a liberdade de todos. As autoridades internacionais declararam querer usar a Agenda 2030 para por fim às causas mais remotas da escravidão. Segundo estimativas da Organização Internacional do Trabalho (OIL), atualmente existem em todo o mundo 21 milhões de vítimas do trabalho forçado. (AP) (4/12/2015 Agência Fides)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network