EUROPA/ESPANHA - O Card. Filoni na “Universidad San Damaso” pelos 50 anos dos Decretos “Perfectae caritatis” e “Ad Gentes”

Terça, 10 Novembro 2015 filoni  

Madri (Agência Fides) – “O empenho constante da Congregação para a Evangelização dos Povos, com as Conferências Episcopais e os Ordinariatos, é levar as Igrejas locais nos territórios de missão a dotarem-se de todas aquelas estruturas e pessoal jurídico que permitam, com a vida pastoral, administrar a justiça, fonte de convivência pacífica”. Foi o que reiterou hoje o Card. Fernando Filoni, Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, na sua intervenção pronunciada na “Universidad San Damaso” de Madri, na jornada acadêmica promovida pela Faculdade de Direito Canônico, pelos 50 anos dos Decretos conciliares “Perfectae caritatis” e “Ad Gentes”.
Ilustrando o tema “A recepção do Código nos territórios de missão e as faculdades especiais concedidas à Congregação para a Evangelização dos Povos”, o Card. Filoni traçou um amplo panorama histórico, partindo desde o início da atividades missionária, no século XII, quando “os missionários gozavam de amplas faculdades e de privilégios porque nas missões as circunstâncias eram extraordinárias e o direito comum não podia ser sempre observado em sua totalidade”, para chegar aos nossos dias.
Hoje, o Dicastério Missionário tem sob a sua jurisdição 186 arquidioceses, 785 dioceses, 82 vicariatos apostólicos, 39 prefeituras apostólicas, 4 administrações apostólicas, 6 missões sui iuris, 1 abadia territorial e 6 ordinariatos militares. “Esta variedade administrativa – comentou o Cardeal - indica por si só a inadequação e, se poderia dizer também em certos contextos, a extrema dificuldade em aplicar o direito comum. Isso significa que enquanto o jus commune se aplica onde é possível, em outros casos são necessárias faculdades especiais”.
Depois de destacar as atuais faculdades especiais da Congregação sobre os diversos âmbitos de intervenção, reconfirmadas pelo Papa Bento XVI em 30 de abril de 2005, o Prefeito do Dicastério Missionário concluiu reiterando que “as faculdades concedidas à Congregação para a Evangelização dos Povos têm a finalidade de tornar mais ágil, na vida da sociedade eclesiástica dos territórios de missão, o orgânico desenvolvimento destas, em ordem à primazia do amor, da graça e do anúncio do Evangelho”. (SL) (Agência Fides 10/11/2015)


Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network