http://www.fides.org

Africa

2003-10-07

ÁFRICA - ROMPER COM O COLONIALISMO DAS COMUNICAÇÕES: UMA REDE DE SATÉLITES AFRICANA PERMITIRÁ AO CONTINENTE ECONOMIZAR RECURSOS EM FAVOR DE NOVOS PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO

Roma (Agência Fides)- Finalmente também a África terá o seu sistema de comunicação via satélite. No decorrer do 32° Conselho de administração da Organização Regional Africana para as Comunicações via satélite (RASCOM) foi apresentado o estudo sobre a possibilidade de organizar de uma rede integrada de transmissões via satélite. RASCOM é uma associação intergovernamental fundada em 1992, encarregada de desenvolver as infra-estruturas de telecomunicações africanas.
Com a aprovação do projeto organizacional, passa-se agora à fase executiva, a cargo de uma sociedade especial, RASCOM-BOT, uma joint venture entre empresas africanas e européias. Esta sociedade é encarregada de administrar o financiamento do projeto, a projetação e a construção dos satélites e os relativos sistemas de controle, o seu lançamento e posicionamento em órbita, e o desenvolvimento dos terminais terrestres.
RASCOM oferecerá serviços de transmissões de dados, direct TV, fax, acesso à rede Internet, banda larga para operações profissionais e redes privadas extensas à África e à Europa. A realização do programa levará nos próximos anos vantagens aos habitantes dos Continente, graças à redução dos custos. De fato, atualmente, para comunicarem entre si, os países africanos utilizam somente satélites europeus, asiáticos e americanos. Uma rede via satélite pertencente aos Estados africanos permitirá a todo o Continente reduzir as despesas com as comunicações em milhões de francos CFA, que até então vão a operadores estrangeiros. Rompe-se assim outra das velhas heranças coloniais: as telecomunicações. (L.M.) (Agência Fides 7/10/2003 linhas 23 palavras 254)

Compartilhar: Facebook Twitter Google Blogger Altri Social Network